Conheça o novo Dr. Google

LABOSOFT

O hábito de pesquisar no maior buscador da internet informações sobre doenças e automedicação de forma aleatória ainda é muito comum entre os internautas devido a praticidade desse meio e a agilidade das transferências de dados.

Apesar de ser considerado um hábito prejudicial, a ação gerou ao Google um apelido “negativo” de Dr. Google que popularizou-se e ganhou a rede por muitos anos.

A empresa, porém, utilizou essa popularização a seu favor e criou alguns aplicativos e funcionalidades que auxiliam seus usuários em diversos segmentos da saúde, tanto para filtrar resultados oficiais, como para auxiliar no desenvolvimento de pesquisas e melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Confira alguns desses aplicativos e use o Dr. Google de forma mais efetiva!

LABOSOFT

Por que as redes sociais não substituem os sites?

Labosoft

Com a popularização das redes sociais como ferramenta de divulgação e de aproximação das empresas, é muito comum se deparar com marcas que optam por criar estratégias de marketing digital voltadas apenas para as redes sociais, sem pensar na criação de sites.

Apesar da praticidade essa porém é uma prática considerada errada, já que as redes sociais são ferramentas que tem como principal objetivo a divulgação e não devem ser usadas para substituir as funções de um site.
[Read more…]

Brasileiros são primeiros no consumo de notícias pela internet

Labosoft

O Reuters Institute for the Study of Journalism realizou uma pesquisa mundial da qual analisou o comportamento dos internautas ao redor do mundo.

Intitulada Digital News Report, o estudo usou uma base de mais de 20 mil entrevistas em diferentes países e apontou que 70% dos brasileiros usam a internet como fonte de notícias. [Read more…]

Para que serve o Marketing Copywriter

LABOSOFT
Você já ouviu falar de Marketing Copywriter? Se a resposta foi não, a equipe da LABOSOFT explica à você como aderir a mais uma estratégia de marketing que pode fazer a diferença na hora de oferecer um serviço ou produto e ambiente virtual.

O Copywriter nada mais é do que uma ferramenta usada para levar o internauta a baixar um programa, ou realizar uma ação em seu site usando o conteúdo para conduzi-lo.

Diferente do Content marketing, que usa a produção do conteúdo para tornar-se referência em um assunto ou nicho de mercado e fortalecer sua marca, o Copywriter cria uma comunicação mais direta em que o conteúdo o levará impreterivelmente para alguma ação como um cadastro, download ou assinatura de newsletter, ou seja a ferramenta tem caráter de venda.
[Read more…]

Crowdsoursing – Entenda o Marketing Colaborativo

LABOSOFT
Você já ouviu alguém dizer que dois cérebros pensam melhor juntos do que apenas um? Essa é a ideia do Crowdsoursing, ou marketing colaborativo, um modelo de criação e produção coletivo muito usado fora do Brasil e que começa a dar seus primeiros passos em território nacional.

A ideia do Crowdsoursing é usar o conhecimento colaborativo para transformar projetos de produtos e soluções usando mão de obra coletiva.

O novo modelo de marketing possui um sistema que utiliza a nuvem de produção em que um problema é apresentado, e em cima dele um preço é estipulado. A partir desse ponto pessoas e empresas que fazem parte desse ciclo poderão apresentar ideias e propostas – soluções prontas – para resolver sua questão e cabe a você escolher a melhor opção.

O mais interessante desse tipo de modelo é que qualquer um pode apresentar uma ideia, desde as empresas e pessoas mais experientes até aqueles que são considerados leigos.

Apesar de ser muito popular nos Estados Unidos e usada por empresas grandes como Netflix e a Fiat Mio é importante tomar alguns cuidados com essa prática e ser justo em suas propostas para não ser acusado de exploração de mão de obra.

4 regras para uma negociação bem-sucedida

 

LABOSOFT
LABOSOFT

Saiba como manter suas vendas tranquilas e fidelizar clientes

Negociar nem sempre é uma tarefa fácil, mas apensar de exigir algumas concessões esse tipo de prática pode ser muito favorável a seu negócio e está longe de ser o bicho de sete cabeças como é pintado por muitos profissionais.

É comum relacionarmos uma negociação bem sucedida com tirar vantagem do confronto, mas nem sempre esse é o fator determinante na hora de fidelizar um cliente, por isso antes de garantir apenas uma venda, pense no futuro e dê preferência a um atendimento duradouro.

Pensando nisso a LABOSFT elaborou uma pequena lista com fatores importantes na hora de negociar. Aproveite e faça bons negócios!

1- Dê o primeiro passo

Em uma negociação a pró-atividade pode fazer toda a diferença, principalmente na hora de definir valores

Muitas pesquisas de mercado e profissionais de vendas afirmam que iniciar uma negociação pode garantir o controle até o momento do fechamento, ou seja, suas preferências serão mantidas em grande parte das oportunidades.

Outro fator que comprova a importância de tomar a dianteira é o tempo em que se ganha nesses casos, já que quando o outro lado inicia as discussões seu tempo é gasto principalmente tentando alcançar esse número pré-estipulado.

2- Coloque tudo por escrito

Um erro que parece simples mas é muito comum no ramo de vendas é negociar termos de contratos e valores apenas no boca a boca.

Por mais que você confie com quem está lidando em termos legais sua confiança não representa nada, por isso esteja sempre atento.

As negociações tem como objetivo principal chegar a um acordo formal  a ser assinado, portanto seja claro quando aos seus objetivos e desde o início informe-o que tudo será oficializado em um documento. Essa será sua garantia em caso de eventuais problemas.

3- Tranquilidade em primeiro lugar

Além de números e termos uma negociação pode apresentar muitas outras problemáticas a serem debatidas, por isso mantenha-se sempre tranquilo e faça possível para não deixar seu lado emocional influenciar em algum aspecto.

Antes mesmo de lidar com seus próprios sentimentos e reações, é importante preparar-se para lidar também com as reações dos demais envolvidos.

Manter-se sempre “frio” também pode ser vantajoso na hora de perceber os interesses do seu cliente e principalmente para transmitir segurança e criar um vínculo comercial.

4- Prepare o território

Uma as principais maneiras de garantir segurança para uma negociação é fazê-la em seu território. Entre um lugar desconhecido e a sua própria empresa, opte sempre pela segunda opção já que um ambiente confortável permitirá maior concentração e tranquilidade para apresentar seus termos.

Outro ponto importante é conhecer com quem você está fazendo negócios, por isso estude seu cliente previamente para saber como se apresentar e colocar seus interesses em pauta sem prejudica-lo.

Depois dessas dicas basta colocar em prática todo o poder  de persuasão que só os vendedores possuem. Boa sorte!

Quase 70 milhões acessam a internet pelo celular no Brasil

O total de brasileiros que utilizam a internet por meio de um smartphone chegou a 68,4 milhões entre janeiro e março, segundo pesquisa da Nielsen IBOPE. O número representa crescimento de cerca de 10 milhões sobre o trimestre anterior.

Entre os dois trimestres, o maior crescimento ocorreu entre as pessoas de menor renda. No quarto trimestre de 2014, as classes C, D e E, juntas, representavam 36%. No trimestre seguinte, passaram a representar 38%, ou um ganho de 2%. Ainda assim, a posse de smartphone conectado à internet continua bastante concentrada nas classes A e B, que somam 62% do total.

Nas faixas etárias a partir de 35 anos, o crescimento médio no trimestre foi de 20%, enquanto entre adolescentes ficou em 9%. E também foi a primeira vez que a pesquisa registrou uma maioria feminina entre os usuários de internet pelo smartphone, com participação de 51%

A região Sudeste é o maior mercado de smartphones conectados, com 47% do total. Mais da metade dos smartphones do Sudeste estão no estado de São Paulo, que tem 26% do total do Brasil. A segunda maior região é o Nordeste, com 23%.

O que eles consomem?

Os aplicativos ainda não são uma forma usual para ler notícias pelo smartphone. Em abril, 40% dos usuários de internet pelo smartphone disseram que consumiram notícias pelo aparelho. Desses, 68% disseram que abriram o navegador de internet do smartphone para se informar, 42% afirmaram ter lido notícias a partir de compartilhamentos em rede social e 30%, por compartilhamento em um aplicativo de comunicação de troca de mensagens.

20150528172340