Por que as redes sociais não substituem os sites?

Labosoft

Com a popularização das redes sociais como ferramenta de divulgação e de aproximação das empresas, é muito comum se deparar com marcas que optam por criar estratégias de marketing digital voltadas apenas para as redes sociais, sem pensar na criação de sites.

Apesar da praticidade essa porém é uma prática considerada errada, já que as redes sociais são ferramentas que tem como principal objetivo a divulgação e não devem ser usadas para substituir as funções de um site.

Pensando nisso a equipe da LABOSOFT separou algumas razões pelas quais os sites não devem ser descartados como ferramentas de trabalho virtual. Confira!

Audiência

Em questão de audiência a criação de um site é muito mais confiável do que apenas um perfil nas redes sociais, isso porque uma página na web possui uma base sólida de contatos e não pode sofrer alterações repentinas conforme sua plataforma.

Além desse ponto, o site é considerado um ativo da empresa, pois gera gastos e movimenta a marca em ambiente virtual portanto é possível alcançar clientes potenciais de uma maneira muito mais direta e confiável.

SEO

Informações sobre produtos, compras, vendas, trocas e diversos outros serviços são cada vez mais procurados pelos clientes através do Google, por isso apenas um perfil corporativo nas redes sociais podem ser uma cilada.

Com um bom trabalho de otimização de tráfego e SEO é possível fazer com que o site da sua empresa ganhe uma boa posição nos buscadores e com isso adquira uma identidade forte em meio digital, o que representa em muitos casos lucro.

Credibilidade

Mesmo sendo muito dinâmicas e atuais as redes sociais não possuem o mesmo apelo de confiança do que um site oficial da empresa. Já que em uma página é possível apresentar a identidade completa de uma marca em seu conteúdo, além de moldar uma identidade visual e determinar o que seu cliente precisa e pode saber.

O site é feito então para fidelizar clientes, e não criar relação simplistas e diretas como as das redes sociais.